Notícias

Investigadores criam rota para levar turistas à pesca da sardinha

Um grupo de investigadores da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche criou uma rota para levar turistas a observar a pesca da sardinha em alto-mar. O projecto, baptizado de “FishTour”, vai ser apresentado esta quarta-feira e tem como objectivo desenvolver a economia do mar.

João Costa, coordenador do FishTour e professor naquela escola do Instituto Politécnico de Leiria, explica que este é um projecto “inovador a nível internacional”, porque não existem passeios que levem os turistas a observar, em alto-mar e a poucos metros de distância, práticas tradicionais de pesca, como a arte do cerco, e a conhecer as tradições e a cultura das comunidades piscatórias.

O “FishTour” pretende ser “uma experiência única” para os turistas, oferecendo-lhes um dia diferente, a começar com a visualização de um documentário sobre os ciclos de vida da sardinha e a sua arte da pesca, passando por um passeio no mar para observar a faina e acabando num restaurante a degustar um prato gastronómico típico à base de sardinhas.

Os investigadores acreditam que o “Fishtour” pode criar postos de trabalho ligados ao turismo sustentável ou à restauração e dar novas oportunidades de emprego aos pescadores, que podem vir a ser recrutados para conduzir embarcações, explicar a bordo as técnicas da arte do cerco ou relatar as suas experiências.

João Costa adianta que o projecto foi apresentado a algumas empresas, sobretudo as que exploram em Peniche actividades marítimo-turísticas, levando a bordo turistas até às Berlengas ou acompanhando mergulhos ou pesca desportiva, “mas nenhuma implementou ainda” a ideia.

O coordenador diz que a rota pode ser alargada não só à observação da captura de outras espécies pela pesca do cerco em Peniche ou noutros locais da costa portuguesa, desde a costa algarvia até Matosinhos, comunidades que se dedicam também àquele tipo de faina, como a outras pescarias tradicionais, como a do atum, nos Açores.

Os investigadores João Costa, Francisco Dias, Nuno Almeida, Mário Carvalho, Rui Pedrosa, Paulo Maranhão e Sérgio Leandro conceberam a imagem de marca do projecto, produziram o documentário em vídeo, a ser exibido na quarta-feira, criaram um site destinado à promoção do produto e às reservas dos turistas e desenvolveram um estudo-piloto.

Os 21 turistas, a maioria estrangeiros, levados a bordo para os investigadores testarem a ideia, não só gostaram da experiência (65%), como demonstraram intenção de a repetir (71%) e de a recomendar a amigos (95%), segundo inquéritos realizados. O estudo-piloto veio a concluir que a rota turística da sardinha tem uma “elevada procura potencial”.

Fonte: Publico